UMBANDA ALÉM DAS PAREDES DE UM TERREIRO

UMBANDA ALÉM DAS PAREDES DE UM TERREIRO

Muitas vezes ficamos sem entender o que realmente está acontecendo em nossas vidas.

Sete Encruzilhadas quando em sua passagem me deixou um recado sobre a verdadeira razão de minha reclusão, além claro do fator de prevenção da saúde.

Chego a várias e preciosas conclusões:

  • Entender que tenho um Templo Espiritual de Umbanda iluminado e protegido por Entidades de pura Luz.
  • Que tenho filhos que amam muito nossa Casa e mantiveram a responsabilidade da manutenção, limpeza e cuidados desde o espaço fí­sico até as obrigações de firmeza para nossas Entidades e Orixás.
  • A presença da maioria na participação das giras virtuais, novidade até então no Universo da Umbanda sempre tão presencial e participativa.
  • A mudança de estilo de vida e valores de alguns filhos, depois das dificuldades apresentadas num momento inédito onde o desequilí­brio de ordem mental, dificuldades financeiras, e a distância das atividades Mediúnicas, sobrecarregam toda nossa estrutura emocional.
  • Distância afetiva, imaginar nos ver longe de quem mais amamos, famí­lia, amigos, seria um pesadelo se imaginado um dia, mas tivemos que aprender a pilotar nosso emocional afetivo, para nos manter equilibrados na esperança de um retorno num futuro próximo de “normalidade”.
  • A independência, até mesmo a liberdade de ação no que se refere a vivência da Umbanda, se tornou uma prática diária para alguns, pois as circunstâncias em que vivemos, aumentam nossa sensibilidade e nossa crença também. Portanto a importância de aprender a entender e atrair para si a energia certa das Entidades e Orixás para ir de encontro as nossas necessidades,  tornaram-se  questão de sobrevivência.
  • Estudar, participar de grupos de estudo, pesquisar, ou seja, buscar novos conhecimentos para o aprimoramento e verdadeiro conceito da Umbanda, foi de essencial importância e determinação para alguns filhos praticarem a religião com responsabilidade e agora com muito mais conhecimentos. Isso é de grande valia para o compromisso de um trabalho mediúnico onde o conteúdo adquirido com bases cientí­ficas, históricas, combinado com as práticas da Espiritualidade não só beneficiam sua vida na abertura de novos conceitos e valores, como também as Entidades no favorecimento de uma abertura e aproveitamento maior do médium para os trabalhos dos consulentes, pois todos irão se valer de uma consciência de vida real, iluminada, sem vícios ou apegos supérfluos.

A energia de nosso Templo mudou. Aqueles que pisam no Terreiro hoje sentem uma troca de sensações, emoções, influências energéticas de alto purificação e limpeza. Nosso núcleo familiar Espiritual se fortaleceu, porque a grande parte dos filhos também evoluí­ram .O crescimento está  sendo de ambos os lados.

Distanciei-me, mas por vezes me projetei à nossa Casa, aprendi que com todas as situações por mais difí­ceis que sejam encontramos saí­das para nos aprimorarmos como seres humanos e principalmente na nossa evolução Espiritual.

Agora entendo Sete Encruzilhadas suas condições em me afastar de corpo, mas me aperfeiçoar no trabalho de alma.

Assim deixo minha reflexão, e espero em breve olhar para cada um de vocês e sentir que cada um de nós aprendeu a viver a Umbanda além das paredes de um Terreiro.

Axé

Texto de Sonia Moreno, Mãe de Santo do T.E.U.C. Pena Verde – 11/09/2020.

Sem Comentários

Escreva um Comentário