DESAFIO DO MÊS

DESAFIO DO MÊS DE OUTUBRO 2021 – OXUM

Oxum, orixá das águas doces dos rios e das cachoeiras é a mãe que chora junto com seus filhos, aceitando suas imperfeições, mas valorizando suas qualidades. É a que compreende os sentimentos, generosa, da geração, da maternidade.
Sua energia está ligada a capacidade de gerar frutos, filhos, ideias, comportamentos, criatividades, valores.

Por estar ligada aos sentimentos, ela nos torna capaz de florescer e crescer, mas também nos permite secar aqueles sentimentos que nos adoece, que tira nossa luz.

Com seu espelho, incentiva que nos olhemos, que encaremos nosso íntimo, nossa essência, ao invés de olharmos o outro. Pelo seu espelho que nos vemos, e refletimos sobre nós mesmos, aprendemos a nos valorizar, percebemos nossas falhas e onde precisamos melhorar. Mostra as nossas marcas da vida, que adquirimos ao longo da jornada e nos permite perceber o quanto ainda podemos brotar, florir, repartir. Que há vida em nós, energia, luz, que somos rio, cachoeira, em constante movimento ganhando força e crescendo. Somos capazes de amar e ser amado, de dividir e ver o outro crescer, somos capazes de nos arriscar.

Texto de Lia R. de Paula

 

DESAFIO DO MÊS DE SETEMBRO 2021 – ERES

Em setembro comemoramos o mês dos Eres e homenageamos as Crianças.
Criança representa a nossa Essência, aquilo que realmente somos, sem as influências externas externas, de família, do meio onde vivemos.
Devemos olhar para dentro de nós e buscar a Essência de cada um, o por que estamos neste mundo agora, o que viemos aqui fazer, pois a escolha foi de cada um aqui retornar, para cumprir a missão que aceitou realizar.
Olhar para dentro sabemos que não é fácil, requer vontade, determinação, desprendimento e reflexão sobre o que importa ou seja “ o que cabe a mim como Espírito Encarnado melhorar em mim e no mundo que me cerca. “
A pureza e alegria da Entidade Erê nos emociona, nos alegra, nos faz sentir que a Missão que temos que cumprir neste plano vale a pena, basta que a façamos com Pureza, Autenticidade, Alegria e Amor. Estas 4 virtudes estão na Essência Individual de cada um.

Vamos buscar a nossa Essência ?

Texto de Luiz Carlos Magalhães

 

 

DESAFIO DO MÊS DE AGOSTO 2021 – OMULÚ

Agosto nos convida a nos assentar, pés firmes na terra. Mês de estarmos na companhia daquele que nos estabiliza, nos equilibra para depois despertar em nós a busca para a evolução! Essa segurança de estarmos estabilizados nos tranquiliza, nos dá uma sensação de bem estar, de cura e de vontade de buscar outras caminhos, de seguir em frente, de nos aprimorar!! Esse é o desafio! Crescer, ascender outros patamares, transformar idéias e posturas engessadas, medíocres, preconceituosas que nos estagnam. Procurar o frescor de uma mente arejada, limpa, sábia, que nos moverá para percorrer caminhos melhores, que irão de encontro ao nosso aprimoramento, ao desenvolvimento de melhores percepções e sensibilidade frente aos desafios, onde teremos consciência de nós mesmos, de nossa essência, de como somos donos de nosso destino e de como podemos transformar nossas realidades baseados nos valores da justiça, do amor, do perdão e da verdade!
Somos filhos da terra, somos semente que pode germinar, desabrochar, florescer, espalhar aromas incríveis, dar frutos e recomeçar todo o ciclo…
O que você quer espalhar pra vida?
A hora é agora!
Transforme, amadureça, germine e seja a renovação de si mesmo!!!
Atotô! Esteja comigo meu pai Omulu, senhor da Vida e Morte! Senhor das passagens! Dos começos, dos fins, da transmutação!

Texto de Rossana Di Natale

 

 

DESAFIO DO MÊS DE JULHO 2021 – NANÃ BURUQUÊ

“Nanã Buruquê” é a Grande Orixá feminina. Está relacionada com os elementos terra e água. A terra úmida, as águas paradas, os pântanos. Por este motivo, do ponto de vista “divino” representa os domínios da vida e da morte, encarne e desencarne. Nanã é a Mãe mais velha, a sábia, a anciã do conhecimento. A sabedoria se distingue do conhecimento. A inteligência você nutre com informações diariamente. E se você tem sabedoria, vai buscar essa inteligência. Ou seja, cada vez mais informações. Então, Nanã nos alerta para agirmos com sabedoria neste momento de crise e conflitos que passa a humanidade. Nos convida a exercitar a nossa sabedoria na hora de falar com as pessoas, de ouvir, de interpretar o que escutamos e principalmente de compreender o outro. Não expressar sentimentos de superioridade por seu grau de inteligência ou formação, ou instrução, isto é ser tolo. O sábio usa sempre a sua inteligência a favor do outro e nunca contra ninguém. A sabedoria nos equilibra, ela é fundamental para sabermos a hora de calar, como viver e a coisa mais importante: a capacidade de resolver os conflitos em nossas vidas. E neste momento, este é o nosso desafio. Nos ligarmos a luz e sabedoria deste grande Orixá. Para desenvolvermos ou aprimorarmos esta habilidade. Quem consegue desenvolver os seus conflitos nunca é paralisado dentro de sua história. As crises e os conflitos geram responsabilidade em nós, sobre tudo e todas as coisas. Além de sempre se tornarem um degrau para a reflexão, a ponderação, para se reinventar e evoluir.

Vamos juntos neste desafio?

Saluba Nanã

Texto de Maria Isabel Mello

 

 

DESAFIO DO MÊS DE JUNHO 2021  –  XANGÔ

Que consigamos, com a força de Xangô, colocar na balança da justiça o que precisamos melhorar, o que precisamos deixar de lado, o que precisamos evoluir, o que amar, o que soltar, o que buscar ou deixar ir. Xangô é justiça, justiça é equilíbrio, equilíbrio é a harmonia da vida.

Escrito por Gisele Massaki

 

DESAFIO DO MÊS DE MAIO 2021  –  PRETOS VELHOS

O desafio ensinado pelos pretos velhos é valorizar o processo. O processo de se desenvolver, se conhecer, caminhar pela vida. É saber que não adianta ter pressa, que não adianta pular etapas. É entender que, sim, temos metas, mas que o caminho até os nossos objetivos é que nos faz crescer, aprender, superar. É compreender que não adianta querer passar pela vida sem problemas, porque eles invariavelmente virão. Eles fazem parte do processo, são eles que nos dão a oportunidade de fazer as escolhas que determinam o nosso crescimento. Por isso, não adianta pedir que tudo sempre aconteça como você gostaria. Faz parte da vida que algumas coisas deem errado no seu conceito. Mas, no fundo, elas estão dando certo para o seu aprendizado, mesmo que isso pareça “errado” para você. Use a sabedoria dos pretos velhos para absorver o máximo de aprendizado nas provações que a vida te dá. Use a resiliência dos pretos velhos para encarar de peito aberto o que vier. Use a paciência dessas entidades de luz para entender que na vida não tem atalho. Use a tranquilidade deles para saber que nunca está sozinho, que eles estão sempre acompanhando a sua jornada, te ajudando a abrir as portas certas e confortando o seu coração durante os desafios da vida.

Escrito por Renata Nobre

 

 

DESAFIO DO MÊS DE ABRIL 2021   –   OGUM

Ah, o mês de Abril chega trazendo o meu Pai Ogum como Orixá homenageado e, quero reverenciá-lo com palavras de amor e devoção!

Ah Pai Ogum Guerreiro, lutador e conquistador, que eu consiga trazer pra minha jornada essas qualidades.

Ah Pai Ogum que eu guerreie pela minha saúde, pelo meu bem estar, saiba usar a GUERRA que tanto é associada a você para meu benefício.

Que eu use o FOGO, o elemento que é associado a ti para queimar qualquer inveja, falta de amor, desrespeito, cobiça que possa vir a mim ou sair de mim, pois não sou perfeita.

Ah Pai Ogum, que eu saiba usar minhas armas na luta diária para sobreviver num mundo cheio de desigualdades.

Que tenha sempre ânimo!

Ah Pai Ogum, me ajude a combater minha IMPULSIVIDADE, que consiga ser maleável, escutar, respirar… pensar antes de falar ou agir.

Ah Pai Ogum, que eu consiga relaxar e lembrar que a vida nem sempre tem uma batalha a ser enfrentada, que eu consiga viver em calmaria.

Ah Pai Ogum, que a justiça, a honra e o respeito mútuo sejam as características mais presentes em minha vida.

Ah Pai Ogum, que eu consiga trazer pra minha vida toda a sua VITALIDADE pra fazer acontecer e não ficar esperando tudo vir a mim… porque a vida é isso!!! Uma luta constante, dura, onde sempre alguém sai ferido, porém, com sua ajuda, nunca Derrotado.

Ogunhê meu Pai Ogum!

Patacori Ogum!

Texto de Maura Tesser

 

 

DESAFIO DO MÊS DE MARÇO 2021   –   BAIANO E BOIADEIRO

BAIANO

Fico próximo do Baiano quando me levanto das rasteiras diárias dos oportunistas de plantão!

Fico bem pertinho de sua energia quando meu peito se enche de coragem para buscar aquilo que me faz feliz!

Quando consigo ter em mente a importância de discernir aquilo que é bom para todos e não só para mim ou para os meus, sei que minha Baiana está ao meu lado sorrindo, satisfeita por eu ter absorvido seus exemplos!

Quando parece que a realidade foge ao meu controle respiro devagar, fecho os olhos e sinto a corrente baiana me sustentando na crença do amor e da caridade e através da minha fé retomo com bravura os desafios com direção e assertividade!

A Linha Baiana traz em seu arquétipo a força daquele que sofreu com as maiores adversidades em seu cotidiano e através da alegria, determinação, flexibilidade, criatividade e firmeza de caráter deu a volta por cima, se reinventou, e com força e fé soube aproveitar todos os reveses da vida como combustível para suas conquistas!

Esse é o desafio que lhes apresento!

Façamos como eles!

Nos momentos difíceis, pesados, adversos sejamos resistentes, firmes em nossos propósitos, reforçando os valores que essas Entidades nos passam, buscando através da alegria e irreverência não desistir nunca! Ir em busca de nossos sonhos e transformar nossa realidade de forma responsável, fraterna, justa, sempre valorizando a felicidade de todos que estão conosco nessa jornada de crescimento e aprendizagem!

Saravá o povo Baiano do astral!

 

 

BOIADEIRO

A melhor lição que podemos aprender com os Boiadeiros do astral é o vigor e destemor para nosso desenvolvimento como seres humanos!

As pessoas dessa geração parecem que se acovardaram perante os desafios diários que se apresentam a nós atualmente!

Nesse momento duro da Pandemia que estamos enfrentando, quero ao meu lado a Linha Boiadeira que através da valentia e coragem reforçam em nós a esperança em superar tudo isso através do discernimento, do bom senso, do cuidado com os outros e conosco, sempre tendo na mente e no espírito o amor como alicerce!

Sejamos aguerridos e valentes nesse momento!

Não nos perderemos em devaneios e ilusões que só encobrem a realidade!

Busquemos sempre a verdade, a liberdade e o caminho justo como forma de postura em busca de nossas realizações. Sempre com a responsabilidade de nossas ações, não fugindo das consequências daquilo que realizarmos…

Vivamos de maneira simples, valorizando o que é essência, descobrindo nosso verdadeiro “eu”…

Os Boiadeiros e Boiadeiras do astral serão nossos guias nessa caminhada!

Getruá!

Texto de Rossana Di Natale

 

 

DESAFIO DO MÊS DE FEVEREIRO 2021   –   ESQUERDA

Salve a energia e a força da esquerda.
Salve a luz e a determinação do povo da rua.
Salve a garra e a honestidade dos Exus e das Pombas Giras giras.
Honestidade, esse é o desafio que a esquerda vem propor a todos nós, honestidade.
Vamos ser honestos com nós mesmos, somente sendo honestos e assumindo nossas sombras, nossas dores poderemos nos curar das nossas feridas internas da alma.
De nada adianta estar na frente de um Exu e de uma Pomba Gira e dizer que está tudo bem, quando na verdade não está.
Nós vemos com clareza o interior de vocês, conhecemos suas sombras melhor que vocês mesmos.
Por que vocês podem ser desonestos com vocês próprios mas nunca com o um Exu e com uma Pomba Gira.
Quer ser ajudado? Seja honesto!
Seja honesto com você, só assim nós conseguiremos efetivamente te ajudar.
Esse é o desafio dos Exus.
Esse é o desafio da esquerda para vocês.
Honestidade !
Se assuma perante si mesmo, para que possa ao se apresentar para nós saber realmente o que você precisa.
Se conheça, se assuma e seja honesto sempre.
Nos ajude a te ajudar
Seja Honesto!

Salve sua força
Laroyê Exu

Texto de Adriana Barreto

 

 

DESAFIO DO MÊS DE JANEIRO 2021   –   REI DAS MATAS   –   CAÇADOR

É atribuído a Oxóssi a ligeireza, a astúcia, a sabedoria, o jeito ardiloso para capturar a caça, ou seja, todos as virtudes necessárias para um caçador. É considerado o caçador de axé (Energia/Força), o que busca as coisas boas para um ilê (casa da Terra/ou casa do Negro). Aquele que caça as boas influências e as energias positivas. Celebramos na Umbanda esse Orixá no dia 20 de janeiro.
Oxóssi é vibração de crescimento, busca, ascensão de tudo aquilo que naturalmente ascende em nós. Da nossa força Crística “OXALÁ” (que nos conecta ao nosso lado Luz/Divino). Mas, o que devemos esperar da Energia de Oxóssi para 2021?
Sugiro mudarmos a pergunta. O que Oxóssi espera de nós, amigos, nesta nova Era em que nos encontramos?
Talvez o nosso papel seja realmente nos conectarmos à esta egrégora (é como se denomina a força espiritual criada a partir da soma de energias coletivas, mentais e emocionais). E assim, nos ligarmos em nossa essência, nossa missão neste Planeta. Para transmitir e manifestar o ser Divino que habita em cada um de nós. Através da expressão da nossa verdade, deixando de lado nossa “Zona de Conforto’’ para explorar o que ainda é desconhecido. Acordando a nossa Alma, em busca de Evolução, Informação e da Automaestria.
Nunca fomos tão convidados a olhar para a nossa oportunidade encarnatória. E Oxóssi é de fundamental contribuição neste processo. De fortalecermos o nosso próprio Caminho, como um Caçador que usa o seu Arco & Flecha para acertar o alvo. Trazer o alimento, não só do corpo, mas principalmente do espírito. A prosperidade e esperança de que tempos melhores virão.
É um momento de crescermos, nos aventurarmos e experimentarmos através do conhecimento, do uso favorável e positivo de toda a tecnologia e informações de que temos acesso, para assumirmos a nossa responsabilidade individual e coletiva sobre aquilo que sentimos, fazemos e propagamos ao nosso redor e para o Mundo.
Acordarmos da ilusão, do mundo materialista e consumista. Parar de buscarmos respostas prontas para as nossas questões, dificuldades e desafios diários. Termos a consciência que sim, somos responsáveis pela própria trilha nesta infindável Mata de Oxóssi, chamada Vida. Então, aceita o desafio?

Okê, Arô!
Saravá meu Pai Oxóssi!

Texto de Maria Isabel Teixeira de Mello

 

 

DESAFIO DO MÊS DE DEZEMBRO 2020 –  IANSÃ

Essa Orixá é forte como o trovão, diz a que veio logo no primeiro momento em que sintonizamos com a energia dela.

Para ela, Iansã, não há barreiras, não há impeditivo para se alcançar desejos legítimos.

Ela chega, mostra a força de forma delicada, pronta para ensinar com sua espada que, sob ela, só há justiça, luz, conquista e beleza.

A cor amarela traz a energia dessa mãe, que sopra pelo mundo um vendaval de axé.

Quem não quer? Todos!

Para isso, basta se conectar com um mundo livre, tal qual um vendaval, que varre de todo canto a maldade, a tristeza, a falta de fé.

Ela anuncia para nós, filhos de uma religião linda como a Umbanda a força que temos, sempre que nos ligamos à energia da natureza, do inexplicável. Para ser abençoado com a força da conquista que ela traz e é simbolizada pela espada, basta abrir o coração. Fé não tem muro, não tem barreira, te mostra que tudo que quiser conquistar, você conquistará.

Eparrei, irmãos, eparrei, umbandistas, eparrei Oyá, somos cavaleiros que param quando ela passa, pois o céu clareia e a gente começa a acreditar de novo… em nossas forças, em nosso poder como humanos em conexão com o divino.

Que seja um mês que prenunciará a nova era que está anunciada que vai chegar. Estejamos conectados, vestidos com a roupa amarela dessa mãe protetora, corajosa, forte e intensa. E vamos cantar: Aê parrei, ela é Oya, é Iança!

 

Texto de Carla Santos

 

 

DESAFIO DO MÊS DE NOVEMBRO 2020 – IEMANJÁ

Além de geradora do sentimento do amor, da formação da família e sua união e harmonia, é também a energia que estimula as experiências criativas, relacionadas não só à geração da vida, mas a novos projetos, novas relações.

Através de sua energia encontramos o nosso equilíbrio emocional, para superar obstáculos e criar o novo.

Nessa época de muitas mudanças em nossa vida, temos que praticar a resiliência e buscar essa energia para encontrar novas ideias, pensamentos mais criativos e sentimentos mais flexíveis para escrevermos uma nova história.

Desafio: Você já está escrevendo uma nova história de sua vida?

Busque em Iemanjá sua inspiração.

 

Texto de Sonia Moreno, Mãe de Santo do TEUCPV.

 

 

DESAFIO DO MÊS DE OUTUBRO 2020 – OXUM

Oxalá foi perfeito e cuidou de cada detalhe na criação do mundo e o melhor, nos presenteou com a oportunidade de ver e sentir toda a sua criação. A água ao cair, cria o caminho que deve percorrer rio a baixo, se adapta às mudanças climáticas e às pedras que surgem. Quantas vezes nos encontramos engolidos pelos nossos pensamentos e, principalmente sentimentos? Quantas vezes nos sentimos perdidos diante das pedras no caminho ou ansiedade de querer controlar o momento para as coisas acontecerem? Que possamos ser mais “cachoeiras”, deixando a simplicidade de viver nos envolver, sendo fortes como a queda das águas, sendo calmaria nos momentos em que é preciso desviar das pedras em nossos caminhos, sendo doce e principalmente sabendo ouvir o nosso interior para decidir qual o melhor caminho a seguir.

Que possamos sair do automático e sentir mais…

 

Salve mamãe Oxum💜

Texto de Mariane dos Santos Moraes, Filha de Santo do T.E.U.C. Pena Verde – 05/10/2020

 

DESAFIO DO MÊS DE SETEMBRO 2020 – ERÊS

E setembro chegou! O mês das flores! O mês da primavera! O mês dos Erês!

Nesse mês te desafio!

Te desafio a enxergar o lado bom de tudo isso que estamos passando!

Te desafio a sorrir com as coisas simples da vida!

Te desafio a explorar o seu dia com o olhar de quem quer descobrir coisas novas!

Te desafio a imaginação ativa e criativa!

Te desafio a experimentar algo novo! Aprender algo novo!

Te desafio a chorar de tanto rir!

Te desafio a brincar com a vida!

Te desafio a olhar as coisas com mais leveza, percebendo que o peso somos nós que construímos e por isso podemos desconstruir!

Te desafio a olhar com ternura e carinho a quem está ao seu redor!

Te desafio a ser mais espontâneo!

Te desafio a fazer alguém sorrir hoje!

Te desafio a deixar os seus problemas de lado e olhar o sol! E a lua, e as flores e os pássaros!

Te desafio a encontrar música nos sons da cidade!

Te desafio a vestir uma roupa diferente, a experimentar novas cores!

Te desafio a sair do igual e a se permitir o diferente!

Te desafio a saborear uma comida deliciosa!

Te desafio a se lambuzar de um doce gostoso!

Te desafio a ser açúcar na vida das pessoas!

Te desafio a ser verdadeiro com os seus sentimentos!

Te desafio a enxergar que a vida é MARAVILHOSA e que cada dia temos oportunidades únicas que jamais irão voltar!

Te desafio a viver o hoje como se o amanhã não existisse!

Te desafio a olhar para si mesmo e acreditar que você é merecedor da felicidade!

Te desafio a olhar o mundo e a humanidade com esperança!

Te desafio a ACREDITAR e, acima de tudo, a AMAR!

Aceita o desafio?

 

Texto de Isadora Di Natale Nobre, Filha de Santo do T.EUC Pena Verde 01/09/20.

 

DESAFIO DO MÊS DE AGOSTO 2020 – OMULÚ / OBALUAÊ

Omulú (Obaluaê), diz a lenda que ele é o Orixá mais temido por todos, pois é o Senhor da vida e da morte. Senhor dos espíritos, mediador entre o mundo material e espiritual. Orixá do fogo, da terra, da cura. Sua significância vem nos ensinar que tudo é muito além das aparências. Omulú quem nos guia, cuida e orienta em nossa missão terrena. Capaz de enxergar absolutamente tudo em nós, as nossas tristezas, mazelas e dores do espírito. Também é a prova de que tudo pode ser superado, transmutado e transformado como a sua Pipoca Sagrada. Omulú nos desafia a termos coragem, a olharmos para dentro de nós neste momento de reclusão e curarmos as nossas feridas de alma, a exercermos a nossa fé, a confiança na cura da humanidade. Nos encorajando a seguirmos em frente, irmos adiante, com vontade de viver e de vencer. O nosso desafio também está em percebermos que precisamos de muito menos do que pensávamos, e que nem tudo é o que as aparências demonstram. Temos que olhar além, enxergar a nós mesmos e ao próximo, além das feridas que cada um carrega em si. E que a beleza da nossa alma pode estar encoberta pelas palhas da dureza que a vida impôs individualmente a cada ser humano. Olhar com compaixão, sem julgamentos, sem indiferença, com benevolência e amor. Quem se conecta verdadeiramente com este Orixá recebe respostas únicas. Meu pai Omulú, proteja-nos e nos cubra com a sua palha sagrada, com a luz de seu brilho intenso como o Sol. Limpe-nos com a sua pipoca, e com a força do seu Xaxará cure todos os nossos estigmas, tristezas e epidemias deste mundo. Eu me curvo diante de Vós…

Atotô Senhor da Terra, Senhor da Vida!

 

Texto elaborado por Maria Isabel Teixeira de Mello, Filha de Santo do T.E.U.C.Pena Verde – 30/07/2020

 

DESAFIO DO MÊS DE JULHO 2020 –  NANÃ BURUQUÊ

Esse é o desafio no meio de uma Pandemia e da Orixá que nos trás como qualidade o poder da paralisação …

Quando será que é necessário paralisar ?  Dar uma trégua, adormecer mesmo estando vivos ?

Pedimos essa parada a Nanã para que nos aflore respostas sobre o que queremos nesse tempo: renovação ?

Transformação ?  Resgate daquilo que nos faz bem ?  Adormecimento de dores do passado ?  Morte de nossos vícios ?

É hora de parar, avaliar nossas emoções, nossos desejos, nossas necessidades, nosso desenvolvimento pessoal e espiritual …

O desafio será valioso na medida que formos honestos conosco mesmos.

Para ter um recomeço é preciso morrer para aquilo que já foi;  é preciso despir-se de falsas ilusões que turvam nossos olhos ao presente !

Vamos deixar de carregar excessos que fazem nossos passos pesados: a raiva, a mágoa, as mentiras, as vaidades, o orgulho, os medos, os arrependimentos …

Deixemos que Nanã alivie essa carga !  Que decante todos os sentimentos pesados e nos liberte do que nos prende às futilidades da vida !

Desafie-se a se reinventar nessa vibração de renascimento e encantamento com a sabedoria de quem sente que tudo é possível quando se tem Fé !

Saluba Nanã!

 

Rossana Di Natale

 

 

DESAFIO DO MÊS DE JUNHO 2020 –  XANGÔ

 “Do alto da pedreira pra fazer justiça pra nos ajudar”.

Nunca foi tão necessário o discernimento do correto ou não! Do justo e do injusto.
Passamos por um momento nunca antes registrado, e com isso, sentimentos, angústias, euforias, tédio, tudo se mistura.

O que nos resta!? Ter a consciência de estarmos fazendo o bem para nós e para os outros. Às vezes no recolhimento é que o senso de justiça nos aflora, e não na justiça com os demais, mas com nós mesmo. Aí entra Xangô, nos dando discernimento para não sermos nem tão rígidos nem tão complacentes com nossas falhas.

Xangô nunca esteve tão presente na atuação do certo, do responsável quanto agora. São tempos de recolhimento e auto aprendizado sobre nossas fraquezas e melhorias, e nada como a força de Xangô para que consigamos colocar na balança da justiça o que precisamos melhorar, o que precisamos deixar de lado, o que precisamos evoluir, o que amar, o que soltar, o que buscar ou deixar ir. Xangô é justiça, justiça é equilíbrio, equilíbrio é a harmonia da vida.

Que o “novo normal”, seja pautado na lei justa de Xangô!

Texto enviado por Bruno Máximo Filho de Santo do T.E.C.Pena Verde – 03/06/2020

 

 

DESAFIO DO MÊS DE MAIO 2020 – PRETOS VELHOS 🖤

 

Com o mundo debaixo de uma pandemia temos nos desafiado todos os dias pra sobreviver a essa catástrofe e a dor e comoção com tanto sofrimento!

Que desafio então nos traz essas Entidades que têm a marca da miséria, do aprisionamento e da agonia em suas entranhas? Por ter esse arquétipo tão marcado pela resistência, pela esperança, pela combatividade às injustiças, pela fé, creio que a vibração deste mês nos leva a tentar recriar em nós todas as qualidades que essa linha de trabalho apresenta. Desafiamos-nos a acreditar que estaremos conscientes da realidade atual para desenvolver criatividade e acharmos soluções frente à crise que vivemos aqui e agora. Desafiaremos nossas resistências, elevando o padrão de nossos pensamentos para se refletir em ações concretas, justas, empáticas e amorosas perante aqueles que estão próximos e que sofrem por problemas físicos, sociais ou psicológicos que se desenvolveram por consequência dessa doença. Que tenhamos a firmeza, a doçura, a paciência e compreensão que essas sublimes Entidades nos dão como exemplo! Que incorporemos esses valores sagrados dentro de nossas almas e façamos nossa parte como Umbandistas espalhando o amor, a humildade, a fraternidade, a sabedoria e a misericórdia que tanto o mundo está precisando.
Sejamos pureza na essência, como nossos avôs e avós espirituais são, sejamos reflexos de suas qualidades para atingirmos evolução através de nossa fé acreditando que esse mundo possa ser transformado e regenerado.

Adorei as almas!

Saravá nossas Mães e Pais Velhos!

 

Texto elaborado por  Rossana Di Natale Filha de Santo do T.E.U.C. Pena Verde 04/05/2020

 

Desafio do Mês de Abril: Ogum!

Este mês que entra e nos faz refletir sobre a Lei! Que ordem poderemos tirar do caos que se apresenta?

Ogum nos tras um desafio que talvez seja o maior dos últimos tempos…o desafio de sermos fortes, sermos combatentes para vencermos essa realidade que nos amedronta por ser desconhecida.

E aí clamamos pelo poder de Ogum, por sua vibração de destemor, de enfrentamento, para desestabilizar e cortar tudo que nos enfraquece, tudo que nos imobiliza, todas as obsessões que nos aprisionam.

Ogum nos remete a valorizar nossa razão para termos as melhores soluções de nossas guerras, principalmente as internas, que lutamos com nosso Ego que pode nos levar a fuga da realidade, ao desespero, a solidão e dificultar nossa evolução e autoconhecimento.

Através da certeza de nossa fé, carreguemos a força de Ogum tão vibrante quanto o sangue que corre em nossas veias; caminhemos com passos certeiros em direção a vitória de termos feito escolhas baseadas no equilíbrio da razão e da emoção, nunca fugindo das situações que se apresentarem em nosso cotidiano.

Quem anda na trilha da Lei estará sempre protegido por Ogum!

Nos torne guerreiros combatentes e destemidos para seguirmos seus passos, meu pai!

Saravá Ogum!

 

 

DESAFIO DO MÊS DE MARÇO DE 2020 – BAIANOS E BOIADEIROS

 

Sou baiano, sim senhor!

Trago comigo alegria para sua dor.

Não faço trocas.

Não faço favor.

Trago nas minhas tralhas minha proteção e com ela corto desavença, tristeza e desamor.

Sou baiano, sim senhor.

Posso ir lá dentro do seu íntimo. Nem pense em me enganar.

E tenha a certeza, tua alma posso lavar e teu coração desanuviar.

Sou baiano na força e na fé.

Gosto de trabalhar, por isso um desafio vou lançar:

Vai lá dentro do teu coração, bem na alma e encontre o que tu acredita que tem de melhor, mais forte como ser humano.

Deixe que esse melhor e mais forte percorra suas veias até tu colocares para fora.

Fácil?

Claro que não!

Como?

Só tu conheces tua força, só tu podes descobrir.

A força e a fé estão aí dentro de tu.

Vá buscar!!!

Salve a força dos baianos e boiadeiros.

Texto de Rosária Thomé filha de santo do T.E.U.C. Pena Verde

 

 

 

DESAFIO DO MÊS DE FEVEREIRO  2020  –  ESQUERDA

 

Nesse mês trazemos a reflexão sobre as qualidades que Exu me ajuda a desenvolver para meu autoconhecimento.

Começamos pela vitalidade, essa energia que nos faz viver, ter o controle de nossa respiração, de nossos movimentos para reagirmos aos desafios diários.

Para isso temos que olhar pra dentro de nós e descobrimos nossos medos e falhas para expô-los e saber a melhor maneira de trabalhar com eles amenizando o nosso lado sombrio.

Carregamos dentro de nós a dubialidade!

Somos luz e sombras! E o importante é deixarmos que a luz vença ou pelo menos se sobressaia.

Exu nos mostra essa ambiguidade e, portanto quanto mais eu me conhecer mais conseguirei caminhar de forma natural e coerente em busca dos objetivos que fazem parte da minha estória.

Saibamos realizar essa tarefa com leveza e alegria, qualidades desses espíritos que são tão livres e diretos nas suas orientações e mensagens.

Que possamos viver sem máscaras, sendo mais naturais, mais verdadeiros e assumirmos as nossas ações conscientes que podemos transformar nossa realidade da forma que quisermos. Basta ter coragem, atitude e determinação! Busquemos tudo isso no exemplo dessa Linha maravilhosa de trabalho!

Saravá Exus, Pomba Giras e Mirins!

 

 

 

DESAFIO DO MÊS DE JANEIRO  2020 – OXÓSSI

 

Oxóssi é caçador, é o primeiro a enfrentar a mata, a desbravar, senhor dos caminhos, é responsável por buscar o que é necessário à sobrevivência (não somente física, orgânica, mas também mental, emocional, social, espiritual). Não à toa sua homenagem abre o ano!

 

E para você? Quais as suas necessidades esse ano?

O senhor da mata nos ensina o caminho. Primeiro autoconhecimento: para sabermos o que necessitamos precisamos estar conectados conosco… olhar pra dentro.

Esse é um trabalho de vida, mas não termina por aí, de nada adianta nos descobrirmos, aprendermos, se não colocamos tudo isso em prática.

Segunda tarefa, ação: somos os responsáveis pelos nossos caminhos, nossas atitudes.

Para a caça é necessário ação, mas não qualquer ação. Técnica, foco, determinação, perspicácia, paciência, firmeza e coragem.

Algumas das principais características para atingirmos nossas metas, nossos sonhos, nossas aspirações.

Temos a proteção e as orientações necessárias, temos a flecha e o arco em nossas mãos. A direção que iremos apontar e a coragem para desbravar esse novo caminho dependerá de nós.

Prontos?

Oxóssi nos espera! Oxóssi sabe que é possível, Oxóssi acredita em cada um de nós e nos abençoa com sua energia e axé para essa caça, para a plantação e a colheita, enfim, para a VIDA!

 

Saravá meu pai! Saravá o senhor das matas! Saravá Oxóssi!

Texto enviado por Isadora Di Natale, filha do T.E.U.C.Pena Verde

 

 

DESAFIO DO MÊS DE DEZEMBRO 2019 – IANSÃ

 

Em Dezembro faremos um desafio convidando o tempo a nos fornecer seus minutos de forma mágica, conduzindo nossos pensamentos e ações a escolhas concretas que nos levem a caminhos certeiros na busca da realização!

Com Iansã nos fortalecendo na busca dessa direção através de sua força!

Que seus ventos amainem nosso cansaço, nossa preguiça, nossos medos e inseguranças!

Que seus raios nos encham de energias e vigor nessa busca. E que essa busca nos leve ao encontro de nós mesmos afinando nossos instintos, nossos sentimentos e intuições para o próximo tempo que virá!

Vamos fechar esse ciclo cheios de amor, de esperança e fortalecidos em nossa fé para um novo recomeço…

Com Oxalá nos brindando com sua luz branca, derramando a paz e harmonia dentro de nossos lares, renovando nossos votos de compromisso com a verdade, com a justiça, com o amor e, sobretudo com a crença na capacidade de transformação desse mundo em um lugar onde reine espíritos evoluídos e em comunhão entre si e com a mesma fonte em que foram criados!

 

DESAFIO DO MÊS DE NOVEMBRO 2019 – IEMANJÁ

Nesse mês de novembro, com o balanço do mar, vamos nos desapegar do controle e deixar as águas navegarem um pouco as nossas vidas?
É claro que temos escolhas, precisamos de atitudes, fazer a nossa parte. Mas jamais podemos esquecer que muitas coisas não estão sob nosso controle. Deixemos que as águas nos levem um pouco, sem rumo e, assim, estarmos abertos ao que a vida nos proporciona. Tudo que vem, não vem ao acaso. Se temos muitas programações e planejamentos às vezes ficamos rígidos em nossos caminhos, cegos com um único foco e deixamos de perceber sutilezas e sinais ao nosso redor. Podemos sim fazer planos, mas jamais deixar que eles nos tornem cegos e rígidos. A vida é mutável, é dinâmica, por que então não sermos também? Se não estivermos abertos à vida e seus mistérios podemos perder oportunidades ricas de experiências. Como a água, a vida pode se tornar mais leve e prazerosa, sem tantas amarras, muitas vezes criadas por nós mesmos.

Nesse mês de novembro, vamos nos desafiar a levantar a âncora e experimentar um pouco a espontaneidade, a fluidez e a flexibilidade em nossas vidas?
Odoyá minha Mãe Iemanjá, odoyá!

Texto enviado por Rossana Di Natale, filha do T.E.U.C.Pena Verde

 

DESAFIO DO MÊS DE OUTUBRO 2019

PEDIDO A OXUM

 

Oh Mãe ! Presente em tantos embalos

Sentida em todos os cantos

Banho- me em suas águas,

Sinto-te em mim

Nos rios e nos prantos.

 

Nasceu em mim um pedaço de Ti

Pariu de minh’alma conjunta

Um completo sentido de mim

Que em um singelo embalo

Discretamente sorri.

 

Oh Mãe ! Presente desde sempre

certamente amanhã estará

Mas, através de nós, que futuro restará?

Falta a nós o presente enxergar?

 

Força das cachoeiras conduzem à flor

Correntes doces e frias emanam calor

Rochas cortadas por quedas aliviam a dor

Por que tão difícil hoje compartilhar o amor?

 

Embalo em meu colo a esperança

No meio da mata arremessada a lança

Qual caminho seguirá?

Para onde o mundo a guiará?

Darei eu a direção que aprendi com Oxalá

Mas e no mundo e com todos

e para os outros e para si

Que responsabilidades esta pequena terá?

 

Responsabilidade, Mãe

Dever aparentemente agora esquecido

Seus filhos em carne o amanhã lamentam

Seus filhos de então o passado lastimam

 

Filhos que pouco hoje fazem

Para deixar um futuro sadio

Filhos de palavras duras e frias

Que oram por um acalanto aquecido

 

O que deixaremos para o futuro?

Mensagens de ódio compartilhadas?

Falsas palavras que em linhas tortas

a quem interessa, verdade se

Tornam?

 

Que amanhã estamos criando?

Com muros e bombas

Com fomes e bombas

Com refugiados vendo a dignidade

desmantelada

Com intolerâncias e guerras longas

Palavras que se transformam  …em

bombas.

 

Que valores, minha Mãe, estamos criando

O peso da moeda se torna maior

O sentimento do poder se sobressai

E o amor, o Seu amor, Mãe se esvai …

 

Em minhas mãos, em seu embalo

carrego o enorme peso

Que em menos de três quilos alcança

O sentimento puro do amor

Que em mim desperta mais

o querer de um amanhã com

bonança.

 

Desperta agora em minhas mãos

com o choro de fome

lágrimas do novo

Lágrimas da paz

 

Reacende em minh’alma

a faminta vontade,

o emocionante desejo,

de ver no mundo

mais lágrimas de paz

 

Mãe, por tudo que tenho lido

Pelo que tenho visto e sentido

Pelo descompromisso dos aqui

encarnados

Pelo (pouco) que já vivenciei deste

Brasil

 

Mãe, por ver a falta de Oxum no

corriqueiro

Por te ver ausente nas pequenas atitudes

Ausência não por parte de Ti,

mas por podres mentais açudes

de irmãos que represam o acreditar

da ilusória pessoal plenitude

da unilateral e egoísta

e tão logo infiel a Ti, plenitude.

 

Por tudo e tanto, um pedido Te faço

Não de um amanhã vazio de culpas

Não de um hoje imune a fracassos

Mas um pedido … pedido de

Desculpas

 

Perdão pelo ódio que alimentamos

Pelas palavras arredias dos outros

E pelas respostas tão ou mais arredias

Perdão pelo pensamento do

“eu” pesar mais

Pela visão do “nós” ser tão turva

 

Pouco menos de três quilos

em minha mão

pesam uma infinitude de amor

Peso maior que qualquer moeda

Que alimenta meu poder de amar

E de mudar

E de ver o mundo amar

E enfim

Mudar

 

Poema de Ricardo Moreno, Pai Pequeno do T.E.U. C. Pena Verde.

 

DESAFIO DO MÊS DE OUTUBRO  2019

O que mamãe Oxum me ensinou?

A amar os estranhos, principalmente quando me sinto comovida e a compaixão me impulsiona a tentar aliviar a dor de alguém de alguma maneira trazendo ao menos um pouco de alívio para ela.

Ensinou-me a esquecer e relevar minhas desavenças familiares ou falhas de pessoas queridas, sentindo apenas uma imensa vontade de estender minha mão e ajudar em qualquer circunstância mesmo sabendo que eles talvez não fariam o mesmo por mim.

Ensinou-me a amar o parceiro sem autoridade, posses, exigências e chantagens emocionais pois não existe amores doentes e egoístas, o amor é único , puro , sublime e incondicional.

Ensinou-me que sem amor não há vida e quando bloqueamos o amor nos trancando em nossas próprias redomas de proteção, nossa alma escurece , fica vazia e sem brilho próprio.

Ensinou-me que mesmo que eu insista em evitar o amor não há como fugir dele, pois ele nasce com a gente, pertence a nossa existência e está cravado em nossas almas; ele tem sede, lateja e pulsa dentro de nós mesmos tentando abafar essa força de vez em quando; não tem como não vivenciar essa potência de luz divina.

Ensinou-me que a paz verdadeira só preenche nosso ser através da vibração e prática do amor que é fruto divino e abençoado do nosso criador maior. E foi criado para darmos continuidade na plantação, expansão e emanação no decorrer de nossas existências e o amor é o estado mais puro de nosso ser.

Oxum nos ama e nos protege, mas também pede que possamos emanar e doar mais Amor. Ao contrário iremos nos esvaziar e nos perder em nossas próprias existências.

Tenhamos cautela irmãos para que nossa fonte jamais seque, não podemos nos privar de ser fonte de amor pra nós mesmos e para nossos irmãos.

Que mamãe Oxum nos cubra com seu manto dourado de amor nossos passos, nossa consciência e coração.

Sarava mãe Oxum, obrigada por nos amar incondicionalmente.

Texto da médium Roberta Rodrigues