HOJE, PRESENTE!

HOJE, PRESENTE!

“Mãe!!! Hoje é o melhor dia da minha vida!!”

Ouvi essa frase da Isadora (minha filha) nos últimos dias e fiquei com ela na cabeça. Percebi que não foi a primeira vez que ouvi isso dela. É uma frase que ela diz com certa frequência, geralmente quando algo novo acontece ou se ela está fazendo algo que a deixa muito feliz, empolgada, realizada, com os olhos brilhando.

Fiquei matutando sobre a frase e a situações em que ela fala… Como ela pode saber que é o melhor dia da vida dela? Com só 5 anos de idade! (ai, ai… os julgamentos dos adultos… rs). Foi então que percebi a sabedoria e o ensinamento presentes ali, sem querer, em especial sobre presença (e que nos lembra preleções que já escutamos diversas vezes em nosso terreiro. Portanto, nada de novo nesse texto, mas é um exemplo de aplicação prática do que ouvimos das entidades, ensinado agora por esses “mini mestres” que chamamos de crianças).

Observar atentamente crianças brincando, descobrindo o mundo para mim é fascinante. As crianças vivem o momento, intensamente, aqui, agora! Já!! Não há pensamentos no passado ou preocupações com o que virá, nem comparações (quem coloca as comparações na vida das crianças ao longo do tempo somos nós, adultos…) Estão ali, sinceramente naquele instante, conectadas (às vezes quase abduzidas hehehe) e atentas aos detalhes, ao que estão fazendo. E para elas, aquele pode ser mesmo “o melhor momento da vida”, simplesmente porque está acontecendo, porque estão realizadas vivendo aquilo. E não será igual, pior ou melhor ao que viveram ontem (lembram? Sem comparações? Rsrs). Será de verdade um outro “melhor dia da vida”, assim como virão mais tantos outros!

Neste mês que está encerrando, em que celebramos Cosme e Damião – os erês, as crianças – que possamos levar essa energia de pureza, de encantamento, de presença! Nos permitir, a cada dia, viver todos os dias o melhor dia de nossas vidas, sem comparações, sem expectativas e sem cobranças excessivas de perfeição… do jeito que for possível no momento, mas aproveitando o “presente” (em todos os seus sentidos). Alguns dias com certeza serão especiais, outros marcantes, outros não tão bons, mas que tenhamos a atitude e a consciência de aceitar o que é possível e fazer o melhor que pudermos em cada instante.

Texto de Beatriz Maroni Filha de Santo do T.E.U.C. Pena Verde – 28/09/2020.

No Comments

Post A Comment