Fim de um ciclo

Fim de um ciclo

Fim de um ciclo.

A Umbanda é uma religião que cultua os Orixás e através dos médiuns estabelece a comunicação com o mundo espiritual pela manifestação de espíritos de luz que transmitem seus ensinamentos, experiências e ajudam os praticantes a desenvolver seu espírito, através da caridade e amor aos semelhantes para a evolução do espírito nessa vida terrena.

Quando vivemos uma encarnação voltada à evolução do espírito, ao desprendimento de valores materiais e ao cumprimento de nossos carmas e dívidas acumuladas de outras vidas devemos ter em mente que precisamos do corpo que nos foi emprestado sadio e capaz de cumprir com sua missão.

E o que faremos com esse corpo ao final de sua missão?

Muitos umbandistas perguntam se a Umbanda permite que o praticante seja cremado. Alguns alegam que se o espírito for apegado demais à matéria irá sentir todos os horrores de ser queimado como se ainda estivesse encarnado.

Mas se o espírito não estiver preparado para o desenlace da vida material, se não teve uma encarnação onde trabalhou sua evolução através de atitudes dignas, desenvolvendo a tolerância, a fraternidade, a benevolência, a justiça e todos os valores que a Umbanda prega também irá sentir todo o desconforto do sepultamento. Sentirá o sufocar dentro da lápide, a terra sendo jogada por cima, os vermes que sairão de sua matéria e a decomposição daquilo que um dia serviu de guarida para sua alma!

Portanto o que vale é o desenvolvimento e evolução do espírito quando encarnado para que no momento do desenlace, da passagem, o espírito possa adentrar o mundo espiritual livre de todas as sensações que tinha quando em vida.

Ser cremado ou sepultado é uma escolha individual que o umbandista deve fazer levando em conta sua vida, suas crenças, seus valores dentro da doutrina. O que conta mesmo é a preparação de nosso espírito dentro da Fé e confiança nos Orixás e Entidades que nos orientam e conduzem a práticas que nos permitem crescer em espírito e estarmos preparados para as tarefas que nos aguardam depois do desencarne.

A escolha afinal será sua!

Texto escrito por Rossana Di Natale

Sem Comentários

Escreva um Comentário