Caridade

Caridade

Caridade

Meus queridos irmãos de Fé!

Vamos falar um pouco sobre um dos valores principais que expressam tão bem um dos objetivos da Umbanda: a caridade.

Quando falamos em caridade o que vem em nossas mentes é o gesto mecânico de alguém dando esmolas, comida, ou qualquer outra coisa material a um irmão menos afortunado.

Isso me dá calafrios! Parece que assim fazendo estaremos quites com nossa condição de cristãos umbandistas, pois afinal foi o Cristo que em sua caminhada sobre a crosta terrestre nos ensinou a repartir o pão…

Se levarmos isso ao pé da letra estaríamos cumprindo nossa missão de sermos caridosos com quem não possui nem o mínimo para sua sobrevivência.

O que precisamos analisar é o que é a caridade? Ela pode ser usada em diferentes situações…

Vejamos:

  • Quando estou em casa, lendo um livro ou navegando pela Internet e nos aparece um familiar mais idoso, um avó ou mesmo um de nossos pais e inicia uma conversa sobre alguma coisa que para ele parece importante. O que fazemos? Damos atenção? Somos carinhosos? O ajudamos se necessário? Não!Simplesmente dizemos que estamos ocupados no momento e depois falaremos com ele;
  • Quando estou caminhando pela rua e me deparo com alguém em dificuldade, necessitando de uma informação ou mesmo passando mal, o que fazemos? Dizemos a nós mesmos que alguém fará o socorro pois estamos com pressa ou muito ocupados para dar atenção ou socorrê-lo em seu problema;
  • Se minha mãe de Santo pede auxilio para um mutirão em nosso Templo o que eu digo? Que tenho outros compromissos assumidos anteriormente e não posso comparecer. Pois sei que outros estarão lá e me acomodo em minha pequenez;

O que quero dizer com esses exemplos é que a caridade é um estado de espírito, um valor muito maior que o dar material! É estar à disposição para tudo àquilo que aparecer em minha jornada que me trará alegria e satisfação em ter a oportunidade de servir…

A Umbanda é servidão! É estar sempre pronto para o trabalho! Mas essa vontade deve vir despida de qualquer interesse ou vantagem que possa macular minha alma. A doação tem que ser completa, com o coração, a mente e o espírito. Isso é caridade! Ela começa na nossa família de carne onde muitas vezes é tão difícil a convivência; e se estende pela minha família de fé, pelo trabalho, pelo meu grupo de amigos, pela sociedade, a cidade onde vivo, as pessoas que desconheço. Onde houver a chance de exercer a caridade é lá que deve haver um Umbandista. É a isso que viemos! É por isso que abraçamos essa religião! É repartir o pão mas também repartir a lição, repartir o sorriso, a força do abraço, do suor, da necessidade que for!

Vamos exercer essa caridade nesse novo ano que começa?

Texto escrito por Rossana Di Natale

No Comments

Post A Comment