AUTONOMIA ESPIRITUAL

AUTONOMIA ESPIRITUAL

Minha reflexão hoje é sobre algumas reações que vejo em irmãos de fé por conta de estarmos afastados de nossas práticas religiosas, como Giras, trabalhos de cura espiritual, oferendas, firmezas, amacis e muitas outras.

Percebo e sinto que o Terreiro, o local sagrado onde acontecem esses rituais faz muita falta, pois lá nos sentimos seguros, sabemos que há assentamentos, firmezas, o Congá, a Mãe de Santo, sua corrente e, portanto há grande concentração de energias naturais, espirituais e divinas que abrem portais e nos conectam facilmente com as Entidades e Orixás. Sabemos que lá teremos proteção, descarregaremos nossas mazelas, aflições, medos e todas as negatividades, receberemos irradiações maravilhosas para nosso equilíbrio, nossa regeneração, limpeza, defesa, bem estar, dentre tantas outras necessárias para enfrentarmos o dia a dia.

E então, por causa de um vírus, tudo mudou. Estamos em isolamento social, não há tratamento nem vacina ainda para o combate efetivo desse mal. Estamos sem Terreiro!

Como agir?

Ora, todos estão precisando refletir sobre isso!

Temos à disposição uma grande variedade de saídas. A internet e as redes sociais tornaram nossos rituais presenciais em virtuais. Há cursos, palestras, exercícios mentais e várias ideias que surgiram para substituir temporariamente nossas práticas.

No caso de nosso Templo, criamos as Giras virtuais de segunda-feira (as de cura espiritual) e a de quarta-feira, onde tentamos atender aos fiéis de forma que recebam as vibrações e preleções, junto com mentalizações, meditações, limpezas, pontos cantados e passes à distância.

Deparamos-nos então com questões individuais sobre nosso desenvolvimento mediúnico.

As Entidades desde sempre em nossa casa falam sobre o que? Sobre reforma intima, sobre desenvolvimento espiritual, sobre autoconhecimento, sobre sermos donos de nosso destino… não estão lá para dar receitas de qual emprego será melhor, sobre se venderei minha casa, sobre se arranjarei uma companheira, sobre se minha sorte vai mudar…

Qual é sua autonomia, irmão? Você é capaz de perceber onde estão suas Entidades agora? Você consegue senti-las, ouvi-las falando através de sua intuição? Consegue se descarregar fazendo uma defumação ou um banho de limpeza? Consegue ouvir uma música relaxante e energizar seus chacras? Está acompanhando as Giras Virtuais, se transportando para o terreiro a cada uma delas para sentir a sua fé transbordando em sua alma? Durante essas práticas sente a imantação de seus guias te limpando?

Você não acha que está tendo uma oportunidade de reformular seu conceito de espiritualidade? Ela não está no seu Terreiro. Ela está dentro de você! Aproveite o momento e se aposse dela!

Coloque uma guia atravessada no corpo e defume sua casa, com incenso, com ervas, resinas, tanto faz…

Sinta seu guardião junto de você te auxiliando, te guardando te limpando…ou sua Pomba Gira reforçando seu equilíbrio emocional, ou a vibração de Ogum te intuindo a escolher o melhor caminho, ou a cigana queimando as negatividades de dentro de sua casa, de dentro de sua mente. Vá pedindo que a luz de Oxalá penetre em seu lar, em suas veias; chame os pretos velhos através de pontos cantados ou rezas, sinta eles lhe benzendo, lhe dando um bate folhas com arruda.

E depois tome um banho de ervas, misture as ervas que equilibram, que regeneram com outras que descarregam, retiram as larvas astrais, os miasmas. Depois, calmamente faça uma oração de agradecimento, acenda uma vela para seu anjo de guarda, ou para a Entidade que mais esteja em sintonia com você, ou ainda para o Orixá de sua coroa, não importa. A vela vai abrir um portal espiritual, vai iluminar sua mente, aquecer seu coração, vai te ligar mais com a espiritualidade… reze e agradeça… Se sentir forte a Entidade se aproximar, deixe que ela imante em você, a receba com amor, com carinho… Deixe ela te energizar, mente, espírito, físico, emoções. Pronto! Foi difícil?

Isso é autonomia espiritual, isso é educação mediúnica… é disso que as Entidades Chefe sempre estiveram falando.

Você pode estar em casa sozinho, numa mata, sem ninguém, na corrente lá no terreiro, qualquer lugar…não é o lugar! É você!

Irmão, você está aqui nessa encarnação para aprender…Há quanto tempo você ouve isso? Quanto tempo você tem aproveitado para esse crescimento? Qual é o seu grau?

Você pode estar no Infantil, no Intermediário ou no Doutorado…, mas você não deve abrir mão dessa autonomia…o despertar da consciência é pessoal!

A hora é agora!

Reflita sobre as mudanças que podem te transformar, que certamente te levarão a um outro patamar espiritual, que vão ressignificar o que é ser médium.

Experimente! Só é preciso ter fé em si mesmo, e saber que você não está sozinho nessa caminhada!

Assim, quando o Terreiro voltar você estará mais preparado para ser um servidor da espiritualidade!

Axé!

 

Texto enviado por Rossana Di Natale Filha de Santo do T.E.U.C.Pena Verde – 05/07/2020

No Comments

Post A Comment