• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais
  • Entidade do mês: Baiano e Boiadero

    Munidas de grande coragem, que as torna perseverantes e virtuosas combatentes da injustiça, e acostumadas às agruras da vida, reconhecem o sofrimento e a carência humana e tomam partido na luta pelo encorajamento frente às adversidades. São simples, alegres e fortes, lutadoras e de grande poder de superação. Leia Mais

Orixás

Os Orixás são as manifestações de Deus, são as divindades manifestadoras das qualidades de Deus. São as vibrações, as emanações, as energias de Deus, que atuam em campos de força específicos da natureza. Podemos chamar de tronos divinos, pois cada um representa uma irradiação divina. São as manifestações da vontade divina; os sentidos da vida. Essas forças nos guiam em todos os momentos de nossa vida, essa regência e influência natural estão ao nosso lado para que busquemos através delas o que há de melhor para nossas vidas e nossa evolução como espíritos.

Seu Orixá é aquele que lhe dá as principais características, suas qualidades principais. Temos o Orixá de Frente ou de Cabeça, e o de Trás, ou de Juntó (adjuntó). Esses são os que regem nossa vida durante uma encarnação.

Na criação de nosso espírito tivemos uma energia que nos formou, que nos gerou e esses são os Orixás Primeiros (Ancestrais), são aqueles que nos acolheram, que nos ajudaram em nossa formação. São aqueles que vibraram na formação de nossa vida energética e vibraram em nossa coroa e no chacra básico estabelecendo o equilíbrio vital para nossa formação como seres, estabelecendo o eixo de energia e equilíbrio que permeia todos os nossos chacras. Os Orixás Ancestrais são aqueles que regem nossa essência mais íntima, nossa raiz. Por isso não são identificáveis facilmente, pois fazem parte de nossa formação inicial como criaturas.

Então, em cada encarnação, dependendo de nossa missão podemos mudar nosso Pai e Mãe de cabeça (Orixá de Frente e de Juntó). O Orixá de Frente rege o chacra frontal, o de trás (Juntó), a parte posterior do chacra frontal. Temos um Pai e uma Mãe.

Devemos entender que as energias de nosso Pai e Mãe de cabeça estarão vibrando suas qualidades em nossas vidas. Essas qualidades vão nos sustentando, nos dando equilíbrio durante nossa encarnação. Um atua na razão e outro na emoção para permanecermos em equilíbrio a fim de cumprirmos nossa missão e de acordo com o que teremos que desenvolver, aprender nessa encarnação, nasceremos com o Orixá de frente proporcional aquela qualidade. Toda vez que nos desequilibramos na qualidade do Orixá de frente, que rege pela razão, nos apoiamos, nos amparamos no Orixá de trás, que rege de forma emocional. Assim sempre seremos fortalecidos pelas qualidades ora de um ora de outro. O Orixá de frente é aquilo que é nossa missão de aprender nessa encarnação. Ele lhe oferece suas virtudes o tempo todo e o de trás será o que nos dará sustentação e equilíbrio para absorver essas qualidades e virtudes.

Estabelecendo uma comparação, o Orixá de frente é aquele que você mostra para o mundo, o Ancestral é o que é sua natureza mais íntima e o de Juntó é como você age na forma emocional.

Não devemos nos esquecer de que somos todos filhos de todos os Orixás e que Eles estarão nos influenciando ou tomando a nossa frente de acordo com as circunstâncias ou momentos de nossa vida quando isso se fizer necessário.

Geralmente na cabeça de um homem virá primeiro um Orixá masculino e em segundo lugar, um feminino; já com as mulheres se dará o inverso, vindo primeiro um feminino e em segundo um masculino.

O importante é sentirmos a proximidade do Orixá que nos rege, estabelecermos intimidade com ele. Senti-lo em nossa vida, perceber sua energia atuando no nosso mental, sentindo sua vibração pulsando em nossas veias. Para isso é fundamental que conheçamos e que estudemos os Orixás, seu campo de atuação, que tipo de energia eles geram para assim identificarmos essa energia em nós. Quando firmamos uma vela para nosso Orixá estamos estabelecendo contato com ele. É o momento de sentir sua vibração, aproximando essa vela da cabeça, do coração e elevando o pensamento nessa vibração, fazendo com que ela penetre em nosso mental, em nosso espírito. Quando firmamos uma oferenda pra esse Orixá estamos oferecendo a ele nossa devoção, nosso agradecimento por tudo o que ele nos proporciona. Nesse momento é que nossas forças se juntam, se irmanam, e tudo isso é transformado em energias que serão manipuladas pela espiritualidade em prol daqueles que mais necessitam.