• Seja bem vindo !

    Este site foi criado com o objetivo de divulgar a Umbanda e seus ensinamentos, atingindo não apenas os que frequentam nosso Templo, mas todos que se interessarem pela religião. Aqui você encontrará textos sobre rituais e normas de nossa Casa, reflexões da nossa Mentora, preleções das Entidades Chefes, temas desenvolvidos por médiuns da Corrente e de Saúde e Medicina Espiritual. Leia Mais
  • Nosso Livro

    O livro "Mensageiros da Espiritualidade" traz relatos ditados pelas Entidades Chefes e pela Mentora Espiritual do Templo Espiritual de Umbanda Caboclo Pena Verde, em um manifesto aos seus filhos, frequentadores e à humanidade, sobre os preceitos e conduta que regem a Umbanda Sagrada nos dias atuais... Leia Mais
  • Conheça nossa página do FaceBook

    https://www.facebook.com/Templo-Espiritual-De-Umbanda-Caboclo-Pena-Verde-212423025776472/ Leia Mais

Baianos, Boiadeiros e Marinheiros

 

O arquétipo dos Baianos fundamenta-se na força daqueles que sustentaram o culto aos Orixás em solo baiano inicialmente e em outros locais, principalmente no Norte e Nordeste do Brasil. É uma linha de trabalho de homenagem ao povo brasileiro de forma geral, pois a origem do país ocorreu em solo baiano. Dessa forma, os espíritos que trabalham nessa linha manifestam as características do povo brasileiro: o acolhimento, a simpatia, a alegria, a festividade e a sabedoria em manter o bom humor independentemente do contexto, ser feliz apesar de qualquer obstáculo, buscar sempre enxergar o lado bom de tudo o que acontece na vida, viver a vida com otimismo.

Representam o homem simples, do campo, aquele que teve uma vida difícil, porém que resistiu e superou todos os obstáculos pelo poder da fé e da crença no amor e na caridade. Aprendeu na “escola da vida” e hoje conta a sua história para ajudar-nos a termos coragem e perseverança para superar nossas dificuldades. Os Baianos trazem como mensagem o saber lidar com as adversidades do dia-a-dia, a alegria, a flexibilidade, a maleabilidade, a sociabilidade, a espontaneidade, a motivação e a brincadeira sadia. Ajudam a resgatar a autoestima e a autoconfiança das pessoas.

São Entidades que trabalham de forma cadenciada, num linguajar regional, de fala mansa, mas firme, adotando postura sempre alegre e despojada. São ótimos em desmanchar magias e feitiços. Alguns têm grande afinidade com a Esquerda e percorrem seus domínios com grande desenvoltura.

O Grau Baiano constitui-se de espíritos que estão entre o segundo e o terceiro nível de evolução, e é sustentado por Iansã, mas assim como as outras Entidades, podem trabalhar na influência de outros Orixás. O magnetismo de Iansã está muito presente na manifestação dos Baianos que giram, cantam, dançam, contagiando o ambiente e a todos com o seu Axé.

PONTO DE CHAMADA NA ABERTURA DA GIRA:

 

 

Ô NA BAHIA NINGUÉM PODE COM OS BAIANOS (BIS)

QUEBRA COCO,

ARREBENTA A SAPUCAIA,

EU QUERO VER QUEM PODE MAIS (BIS).

 

 Boiadeiros

Os Boiadeiros são espíritos aguerridos, valorosos, objetivos, de poucas palavras, mas de muita ação. Seu arquétipo é forte, impositivo, vigoroso, valente e destemido.

Seus instrumentos são o laço e o chicote que representam o seu elemento de poder, seu campo de atuação que é o de conduzir os espíritos perdidos e desgarrados ao seu caminho para a evolução. Trabalham na purificação do ambiente e na quebra de demandas. Sua presença vibratória desencadeia uma ação de confronto, de quebra do negativo, do desorganizado.

Na incorporação são muito ágeis, vêm movimentando o braço como se estivessem laçando um boi, com movimentos rápidos, mas na verdade trabalham retirando as energias negativas.

Foram em vidas passadas trabalhadores do campo, vaqueiros, domadores de animais, soldados ou pessoas ligadas à domesticação de animais. Manifestam a cultura do sertão, da terra seca.

São espíritos que estão em um Grau transitório entre o primeiro nível negativo (-1) e o primeiro nível positivo (+1) de evolução. Dessa forma, alguns desses espíritos podem até reencarnar (nível zero de evolução: é o nível em que nos encontramos atualmente).

Alguns desses espíritos já foram Exus, portanto possuem uma afinidade vibratória com a Esquerda.

São regidos por Ogum e Iansã, por isso a energia é ígnea, de ordenamento e direcionamento, possuem a capacidade de trazer movimento, expansão, impulsionando e purificando as energias. Assim, possuem afinidade com a Linha dos Baianos, que também é regida por Iansã.

Com seus laços e chicotes vão descarregando o ambiente, afastam espíritos perturbadores e obsessores. Quando bradam alto e rápido, com tom de ordem, estão na verdade ordenando aos espíritos sem luz a se retirar. Esses espíritos atendem aos Boiadeiros pela demonstração de coragem que os mesmos lhes passam e são levados por Eles para locais próprios de doutrina. Então o seu maior trabalho é de dispersar as energias negativas dos ambientes e conduzir os espíritos inferiores a um local de refazimento. Além de conduzirem, também resgatam espíritos que se perderam da Luz.

Os Boiadeiros representam à liberdade, o vigor e a determinação que existe no homem do campo e a sua necessidade de conviver com a natureza e os animais, sempre de maneira simples, mas com uma força e fé muito grande. Trazem a coragem e destemor, possuem um forte instinto agregador e de união, são defensores dos mais fracos, indefesos, guiam e protegem os desencaminhados.

PONTO DE CHAMADA NA GIRA:

EU TENHO MEU CHAPÉU DE COURO

EU TENHO A MINHA GUIADA

TENHO MEU LENÇO VERMELHO

PARA TOCAR A MINHA VAQUEJADA (BIS)

 

Marinheiro

 

Os Marinheiros são espíritos que estiveram ligados ao mar em suas vidas passadas, foram eles navegadores, marujos, piratas, ribeirinhos, pescadores, canoeiros, todos aqueles que viveram em função ou a sustento da água (seja ela doce ou salgada).

Assemelham-se aos Baianos, por estarem no mesmo nível de evolução (entre o segundo e o terceiro nível).

São regidos por Iemanjá, trazem o magnetismo da energia aquática, a origem e manutenção de toda vida. Seu magnetismo é diluidor, descarrega as energias saturadas e purifica os estados emocionais e espirituais.

Trabalham auxiliando as pessoas em seus aspectos mais íntimos, trazendo a tona suas angústias e depressões para que sejam diluídas nas forças das águas do mar e se transformem em experiência para a o cumprimento de sua missão e de sua evolução espiritual.

São espíritos que não fazem rodeios em suas consultas, indo direto ao ponto, pois dominam o íntimo e os sentimentos, espelhando-se em toda experiência vivida em suas encarnações anteriores. Trabalham com muita alegria e brincadeiras, descontraem o ambiente e as pessoas, dessa forma manipulam as energias contrárias e trazem maior leveza e equilíbrio emocional.

Os marinheiros desvendam os tormentos, inseguranças, incertezas e solidão de seus consulentes, pois com sua vibração penetram no íntimo e trazem ânimo e alegria, procuram nos encantar, nos desviando com maestria de nossos desconfortos para mudarmos nossa forma de ver cada coisa a nossa volta e dentro de nós mesmos.

Eles nos dão a força de enfrentar o desconhecido, a ansiedade da demora nos resultados, o destemor para nos impormos às mudanças necessárias com muita garra e fé.

Fazem-nos caminhar confiantes de braços abertos, sem medo do amanhã em busca do porto seguro ao qual iremos ancorar, nos reabastecer e nos revigorar para a continuidade da jornada, despertando o olhar do horizonte na esperança e na confiança de um objetivo a ser alcançado.

Ao incorporar balançam o corpo de seus médiuns, numa dança vibratória como o balanço das ondas do mar e esse movimento retira toda negatividade do médium e consulentes, limpando e harmonizando-os para seu total reequilíbrio. Manifestam-se dessa forma justamente por estarem imersos em sua realidade vibratória aquática.

PONTO DE CHAMADA NA GIRA:

EU NÃO SOU DAQUI

MARINHEIRO SÓ

EU NÃO TENHO AMOR

MARINHEIRO SÓ

EU SOU DA BAHIA

MARINHEIRO SÓ

DE SÃO SALVADOR

MARINHEIRO SÓ

OH MARINHEIRO, MARINHEIRO

MARINHEIRO SÓ

QUEM TE ENSINOU A NADAR

MARINHEIRO SÓ

FOI O TOMBO DO NAVIO

MARINHEIRO SÓ

OU FOI O BALANÇO DO MAR

MARINHEIRO SÓ

LÁ VEM, LÁ VEM

MARINHEIRO SÓ

ELE VEM FACEIRO

MARINHEIRO SÓ

TODO DE BRANCO

MARINHEIRO SÓ

COM SEU BONEZINHO

MARINHEIRO SÓ